Vôlei do Cruzeiro, continua imbatível.

O Sada Cruzeiro brilhou em 2015/16 e conquistou absolutamente todos os títulos que disputou. E depois de levantar o sexto troféu da temporada em Brasília, neste domingo, 10, ao vencer o Vôlei Brasil Kirin por 3 a 1, o elenco cruzeirense ainda comemorou o domínio das premiações individuais. Entre os melhores da Superliga, estiveram cinco atletas da Raposa. William foi o melhor levantador pelo sexto ano seguido, Serginho foi melhor defesa, Leal o melhor jogador da final e Filipe teve a melhor recepção. O oposto Wallace ficou com o troféu de melhor atacante pelo segundo ano consecutivo.

E a grande atuação na artilharia azul durante o Brasileiro também rendeu para o camisa 8 uma marca histórica: com 3.778 pontos marcados, Wallace é o maior pontuador de todas as edições da Superliga.

“Depois da minha lesão, houve um momento em que eu cheguei a achar que não poderia jogar em alto nível de novo. Mas as semanas foram passando, fomos treinando e eu fui recuperando a forma e a confiança. Isso tudo graças aos profissionais do Sada Cruzeiro, então tenho que agradecer a eles. Eu falo que o prêmio individual não depende só de mim, eu dependo do William, do Filipe, do Serginho… Então tem a parte deles aqui também. Mas esse prêmio demonstra que realmente eu voltei a jogar bem. Eu não fiz um bom turno, mas cresci no returno e acho que joguei muito bem nos playoffs, podendo aumentar meu percentual de ataque. E se eu alcanço uma boa eficiência, eu ajudo o time, que é o mais importante. E, mais uma vez, deu certo, chegamos ao tetra”, disse o oposto, que neste ano ultrapassou Lorena, Ezinho e o cruzeirense Filipe no ranking dos artilheiros.

Mas o ponteiro Filipe também teve razões pessoais para comemorar neste domingo. Ele foi  premiado com a melhor recepção da Superliga, e já havia faturado esse troféu em 2009/10 e 2011/12.

“No primeiro ano, quando fomos campeões, também ganhei o prêmio de melhor recepção. É difícil, é bacana demais isso. Também já fui reconhecido com o melhor saque e mais uma vez estou sendo gratificado com essa premiação no passe. É o fundamento que eu tenho de melhor e com isso tenho ajudado a minha equipe, estou muito feliz”, falou Filipe.

Além da consistência no passe, o Sada Cruzeiro ainda teve reconhecido o trabalho da sua defesa. Pela sexta vez na sua carreira, o líbero Serginho foi premiado como o melhor defensor do Brasileiro.

“É uma coisa que eu não penso habitualmente, as estatísticas coletivas me atraem mais. É óbvio que coroa o trabalho de um grande ano, valoriza demais. Em 2013, quando vencemos cinco de seis torneios, nós falamos que ganhar cinco torneios seria difícil de acontecer outra vez. Esse ano ganhamos seis. Nem no meu melhor sonho eu imaginava que poderia acontecer. Realmente vai entrar pra história. A gente não consegue mensurar o que a gente vem fazendo no vôlei. Um time que era pouco conhecido há cinco, seis anos, hoje é conhecido mundialmente”, contou o camisa 17, que recebeu esse troféu pela quarta vez defendendo o clube cinco estrelas.

E para fechar a festa estrelada, o levantador William foi eleito o melhor da sua posição, assim como nos últimos cinco anos. Ele, que já era o recordista desta premiação por faturar em todas as temporadas desde que chegou ao Sada Cruzeiro, disparou no topo do ranking dos melhores levantadores da história da Superliga.

“Vou continuar trabalhando, é o que eu tenho feito e tem dado resultado. Eu sempre falo que o prêmio individual fica em segundo plano em um esporte coletivo como este. Mas massageia o ego saber que você está trabalhando direito, que os resultados estão aparecendo. Então, quando você ganha o campeonato e ainda leva o prêmio individual, melhor. Meu pai me dizia que ninguém é insubstituível. Eu acho que, um dia, alguém vai bater essa marca que eu conquistei. Até lá, eu vou seguir trabalhando e fazendo o meu melhor”, disse William.

MELHORES DO CAMPEONATO:

Maior pontuador – Escobar (Minas Tênis Clube)
Melhor ataque – Wallace (Sada Cruzeiro)
Melhor bloqueio – Maurício (Brasil Kirin Vôlei)
Melhor levantador – William (Sada Cruzeiro)
Melhor saque – Giovanni (Bento Vôlei/Isabela)
Melhor recepção – Filipe (Sada Cruzeiro)
Melhor defesa – Serginho (Sada Cruzeiro)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Pular para a barra de ferramentas